quarta-feira, 20 de julho de 2011

As 5 piores sequências da história do Cinema!

É bem típico; você assiste um filme e pensa: "Meu Deus! Que coisa incrível!". Até que aparece algum imbecil e resolve fazer uma sequência pra destruir tudo! Resolvi listar aqui algumas das partes 2 – 3 ou o que seja – que mais me deixaram revoltado, estarrecido ou simplesmente com vergonha alheia!


5. Rocky IV
O primeiro filme da saga de Rocky Balboa é primoroso, e é preciso admitir isso, mesmo não gostando de filmes de ação, e mesmo que você não suporte Sylvester Stallone. Fato é que nosso eterno Rambo criou um roteiro consistente (sim, se você não sabia, foi ele mesmo que escreveu o roteiro!) e compôs um herói carismático, em uma atuação que lhe rendeu indicação ao Oscar. Esse poderia ter sido o triunfo de sua carreira... Poderia. Veio Rocky II, uma continuação vazia. O filme seguinte foi uma encheção de linguiça sem fim, até chegarmos ao bendito Rocky IV, que poderia ter sido um filme não tão ruim, afinal a falta de roteiro foi bem compensada por excesso de lutas e um vilão que realmente nos fazia pensar que Rocky poderia perder. Mas quando você acha que o filme vai bem, tudo vai por água abaixo em uma cena do filme: Rocky tem uma empregada robô!!! Isso mesmo! Que desgraçado tem a ideia de colocar um robô no filme do Rocky?! É ou não é suficiente pra ridicularizar um filme supostamente sério?!

4. Matrix Reloaded
Não sei vocês, mas pra mim Matrix é um filme que jamais deveria ter tido continuação. Ainda mais uma continuação perebenta feito o Reloaded. É um sacrifício assistir até o fim, de tão enfadonho que é o filme! E praticamente nada se salva nessa mistura pobre de Exterminador do Futuro com Mad Max, nem mesmo o visual. Os efeitos especiais, que no primeiro filme foram revolucionários, no segundo são ridículos. A falta de sutileza e o exagero inapropriado na computação gráfica insuficiente resultaram em cenas de animação vergonhosas!

3. A Múmia 3 - A Tumba do Imperador Dragão
O mínimo que se espera de uma continuação é que ela continue a história, certo? Não foi o que pensou o diretor de A Múmia 3. Quem viu os dois primeiros filmes sabe que a múmia do título era o sumo-sacerdote Imhotep, e que a trama girava em torno de suas indas e vindas do mundo dos mortos. Bem... o terceiro filme nada mais é que outra história usando o título A Múmia meramente por publicidade, e só. Nesta sequência desastrosa, o protagonista, ainda interpretado por Brendan Fraser (único integrante do elenco original que restou no filme), enfrenta um imperador chinês (interpretado por um Jet Li canastrão como sempre) que desperta depois de ficar petrificado por mais de dois mil anos. Não existe Imhotep, não existe Rachel Weisz, não existe sequer uma múmia no filme. Isso é continuação?

2. Bruxa de Blair 2 - O Livro das Sombras
Pouco resta a dizer sobre essa sequência imunda de Bruxa de Blair, um dos filmes mais inquietantes e geniais que já vi. Felizmente o segundo não consegue tirar o mérito da trama original, por sorte! O Livro das Sombras tenta arranjar uma explicação desnecessária para o primeiro filme e gira para chegar em lugar nenhum. Não existe história, os atores são inexpressivos, a direção é chula. Por fim, é um filme que você pode muito bem viver sem assistir, ou se assistir, tem que dar um jeito eficaz de esquecer.

1. Halloween 3
Nenhuma continuação alcança o nível de blasfêmia cinematográfica deste Halloween, uma ofensa mortal aos dois clássicos de John Carpenter. No fim do segundo filme, vemos Michael Myers morrer em meio a um hospital em chamas, um final decisivo para a pereseguição épica e ininterrupta contada de forma absolutamente coesa em dois longas. Tão coesa que não havia como continuar. Por isso o 3 não tem nada a ver com os dois primeiros... Nada! O filme parte de um roteiro (in)voluntariamente cômico, em que uma fábrica de máscaras bola um plano sinistro para hipnotizar e matar crianças no halloween. E você tem que suportar tudo sem um mínimo de ação ou suspense, e nem ao menos violência para compensar. A única "conexão" com os filmes de Carpenter aparece num momento em que é possível ver de relance, ao fundo, uma TV exibindo uma cena do Halloween II. Isso é que é desculpa esfarrapada pra enfiar o outro filme no meio dessa porcaria!

0 comentários: