sábado, 16 de outubro de 2010

Por que eu prefiro o underground aos 'grandes' blogs

Todo mundo sabe quem foi o primeiro problogger do Brasil sim ou não? Carlos Cardoso começou a faturar com um blog em meados de 2006, quando então pode se proclamar oficialmente o primeiro brasileiro a blogar profissionalmente. Essa foi uma ótima notícia para toda a ainda modesta blogosfera, na época. Deu a muitos um fio de esperança de ganhar um dinheiro aparentemente fácil fazendo algo aparentemente simples como blogar, ser blogueiro virou a sensação do momento. Aparentemente fácil, porque escrever, e escrever bem, identificar o público alvo e conquistá-lo, é pra quem sabe e pode, não pra quem quer.

Tudo bem até aí, tínhamos a fórmula do blogueiro profissional. Os haters que me dêem licença mas o Cardoso é um mestre no que faz, cria conteúdo, forma opiniões, desperta afetos e desafetos interwebs afora, ou seja, um blogueiro impecável que já provou que de fato é profissional. Nada mais justo que alguém com esse perfil ganhe dinheiro escrevendo; é evidente que por trás dos artigos e pormenores dos blogs dele há hard work, e very hard work. Eu o citei como exemplo por ser o problogger brasileiro pioneiro e de maior destaque até o momento, mas felizmente nós temos muita gente boa e despretensiosa escondida na blogosfera underground praticamente jogando pérolas aos porcos (alô @fuckyeahluke).

Eis que começam a pipocar na internerds blogs que NÃO criam conteúdo, NÃO formam opinião, NÃO trazem nada de novo e são justamente esses, que falham no quesito qualidade enquanto vomitam posts por cima de posts diariamente, os que caem no gosto das massas frequentadoras da blogosfera e ganham o nome de 'grandes', sob a talvez falsa proposta de entreter o público, público esse que apesar de declaradamente não gostar/ter preguiça de ler ainda se entitula 'leitor'. A sensação que dá é que os blogueiros da fórmula videozinho + imagenzinha copiados de uma página random + layout poluído blogam pura e simplesmente pela possiblidade de lucrar com isso, e são todos tão parecidos que não sei diferenciá-los. A quem pensa em dizer que tenho inveja de quem posta uma besteira que não deu o menor trabalho e ainda ganha dinheiro com isso, não tenho. Eu escrevo aqui esporadicamente porque sei e gosto de escrever, mas minha profissão é outra.

Certo que é preciso um pouco de bobagem pra animar o dia das pessoas, mas pra suprir essa demanda bastaria UM ou DOIS vomitadores de imagens e vídeos diários, segundo uma coisa chamada 'praticidade' e outra chamada 'coerência'. Enfim, ganhar dinheiro com blog todo mundo quer mas blogar que preste poucos conseguem. Mais uma vez os haters que me perdoem, mas pra ganhar dinheiro ou mesmo real prestígio com qualquer coisa que seja, por fácil que pareça, é hard work. Se você não sabe escrever, não sabe fazer imagens ou vídeos, e não domina nenhum tipo de assunto, mas bloga, tem muitas visitas e consegue um troco maneiro, parabéns pra você, mas esteja ciente de que está traindo o movimento e abrindo mão de algo simples mas que muda tudo: credibilidade.

0 comentários: