segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Desventuras em série - Um stalker, um celular, uma ex-esposa.

Há uns dois anos atrás, quando eu tinha acabado de começar no meu atual emprego, eu trabalhava em um outro local, numa empresa terceirizada, ou seja, que alugou o espaço físico e equipamento, etc, para a empresa que de fato me contratou. Naturalmente nesse espaço havia outras empresas, inclusive um jornal de grande circulação aqui no estado.

Nesse jornal trabalhava um carinha. Eis que esse carinha começa a me stalkear. A princípio eu não sabia, não percebi o quanto ele me olhava e a cara de doente que ele fazia. Daí começo a receber montes de sms de um 'admirador secreto'. A primeira coisa que pensei foi 'aff que brega', mas achei que não custava responder o moço, afinal todos são inocentes até que se prove o contrário. Sms vai, sms vem, ele acabou revelando quem era, quis conversar comigo, etc, enquanto isso eu já notava que ele era over freak,mediante os esforços dele para conseguir meu telefone, coisa de doido mesmo. Mas eu fui falar com ele, naquela vibe maneira do 'não tenho nada a perder mesmo'. mas eu tinha sim. Meu precioso tempo, minha escassa paciência.

Ele se mostrou um completo idiota, presunçoso e enfadonho, e eu, impaciente já, fui embora tão cedo quanto pude. Mas ele não entendeu que eu não queria nada com ele, e não percebeu o esforço que eu fiz só pra ouvir o papo dele por 20 minutos. Continuou me importunando, ligação, sms, convite pra isso, aquilo outro, e eu só na evasiva, sempre deixando claro que NÃO estava minimamente afim.

Depois de algumas semanas de stalking master advanced, uma mulher me liga pedindo mil satisfações, se dizendo 'ex-mulher' do carinha, me perguntando se eu era a namorada dele. Eu fiquei com mó cara de bolinho, como assim né, tudo o que eu sinto pelo cara é asco e ainda tenho que aturar mulherzinha dando ataque? Eu fiz pole dance na cruz ou o quê? Tentei manter a calma e expliquei que eu não queria nada com ele, e não tinha culpa se ele tava me stalkeando. Quando ela pecebeu a cagada que tinha feito mudou a postura de acusatória para conselheira e me disse pra eu me afastar dele (afastar, oi?) porque ele era mau caráter e batia em mulher, etc.

Tem noção disso? Eu tava aqui na minha, de repente o cara me stalk e a mulher dele descobre e pira, e ainda descubro que ele é violento e desequilibrado. Olha só aonde eu NÃO me meti, mas mesmo assim me fodi no final. Abraços para todos os stalkers lindos do meu Brasil [NOT].

0 comentários: