sexta-feira, 21 de maio de 2010

Pós-apocalipse


Aproveitando as reflexões sobre o fim de Lost (um dos meus vícios divulgáveis!), tenho que comentar o desfecho da quinta temporada de Supernatural, indiscutivelmente a série que mais conseguiu me viciar até hoje.

É... a quinta temporada acabou, e fica aquela sensação estranha para os fãs: e agora? O que fazer da vida até setembro?

quarta-feira, 19 de maio de 2010

The END is near

Calma, calma queridos leitores, não precisam se descabelar. Não é o fim do blog. É outra coisa.

Tava guardando esse post pra agora que o fim está realmente próximo... Vocês devem estar se perguntando de que fim eu estou falando...

Uma palavra: L O S T.

Seis anos atrás começava o que seria hoje a maior e mais ousada produção que a TV mundial já viu. Parecia se tratar de pessoas que sobreviveram a um desastre de avião, e que estavam perdidas em uma ilha misteriosa. Bem, a princípio era isso... Mas quando se assiste tem-se a noção de que o drama era bem maior. Não eram só pessoas perdidas em uma Ilha. Eram pessoas perdidas em suas próprias vidas, e que com o tempo viriam encontrar na Ilha sua chance de redenção.

sábado, 8 de maio de 2010

Desventuras em série - Geraldo

Quando eu era criança, eu morava no interior. Na minha casa viviam todos os malucos da minha família; pai, mãe, irmãos, e o meu tio mais jovem, que cresceu junto com a gente, e é bastante querido, por sinal.

A casa em que morávamos é grande, tem um quintal enorme. Tínhamos vários animais. Um belo dia esse meu tio me aparece em casa com seu mais novo animal de estimação. Um pinto. Chamava-se Geraldo. Eu pensei 'Era só o que faltava! Já temos três cachorros, dois gatos, peixes não temos mais porque os gatos comeram, e agora, um pinto! Maravilha! E depois, o que será? Um elefante?'. Mas depois me acostumei e o Geraldo até que ganhou minha simpatia. Pelo menos ele nunca cagou no meu quarto.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

O Diabo é cool

Muita gente estremece ou faz cara feia quando se fala no Diabo (sim, ainda hoje isso acontece!). Talvez pela terrível e opressora tradição cristã do Brasil, muitas pessoas ainda se autorreprimam, mas, desprendendo-se de todas as bobageiras que enfiaram na sua cabeça durante a vida inteira, você vai ver que o Diabo é um cara muito mais legal que Deus.

Não estou aqui para promover nenhum tipo de culto satânico, mas achei pertinente fazer algumas observações, no mínimo, curiosas.

Eu mato o meu Personal DJ

Não sei você caro leitor, mas eu geralmente fico com uma ou duas músicas tocando non stop na minha cabeça durante muito tempo.

Normalmente isso acontece com músicas que eu gosto muito, algumas vezes com músicas que acabei de conhecer e que não param de tocar até que eu baixe e ouça umas 18565845584 vezes. Eu costumo gostar quando isso acontece.

A exceção foi ontem a noite.

Depois de uma noite de filmes frustrada, estava eu lendo um ótimo livro enquanto minha família assistia o Silvio Santos acabar com o nosso domingo. Tava tudo muito bom, tudo muito bem, quando me aparece VALESCA POPOZUDA.