quinta-feira, 1 de abril de 2010

Desventuras em série - O buraco

Não, não estou falando da série de livros de Daniel Handler que deu origem ao filme A Series of Unfortunate Events. Estou falando da minha vida mesmo, e das bizarrices que só acontecem comigo. Sabe, eu não tenho muitas superstições, aliás é famigerado meu posicionamento cético, assim como o hábito que eu tenho de questionar antes de aceitar alguma premissa. Mesmo assim eu tenho motivos pra acreditar que algumas pessoas nascem mesmo fadadas à má sorte, infortúnio, desventura, mau-olhado ou seja lá como queira chamar; o fato é que só pode ser alguma força estranha agindo em prol da sabotagem alheia.

As coisas que acontecem comigo não podem mesmo ser normais. Há quatro anos eu moro de aluguel numa casa de qualidade duvidosa, embora bem localizada. Ela é uma graça, é mais ou menos assim:

Há goteiras em todos os cantos, mas um cômodo em especial sofre os maiores danos. Adivinha só qual é. Isso mesmo, o meu quarto. Que bacana, não? ¬¬. Logo no primeiro inverno que passei aqui, o pedreiro veio e disse que tinha consertado as goteiras. Eu pensei 'Oh, que ótimo, não vou mais ter que dormir embaixo do guarda chuva.' Certo? Errado. Na chuva seguinte, lá vai a criatura (EU), em plena madrugada, acordar com um pau d'água na cabeça (infelizmente o pau era d'água mesmo) e tirar a mobília do quarto às pressas pra não molhar (mais ainda) e estragar. A idiota ainda acendeu a lâmpada, e claro que água + eletricidade = Puff! A lâmpada já era.

Sem grandes prejuízos, mas eu fiquei muito puta, claro. O aluguel aqui né barato não. No outro dia, foi a vez de meus cunhados, Batman e Robin, darem um jeito nessa desgraça. Resolveu, né? Certo? Errado dinovo! Pois é, que mané Batman, eu devia ter chamado era o Chapolin Colorado! Na milésima tentativa de me livrar das malditas goteiras, o rapaz da vez deu sim um jeito, as goteiras se foram para sempre! Mas como alegria de pobre dura pouco, e o forro do meu quarto é de gesso, o moço, sem querer, derrubou uma telha e fez um buraco nele (no forro). Quando eu cheguei em casa à noite, e muito cansada deitei na minha cama, reparei que tinha algo estranho no teto, mesmo com os meus cinco graus de miopia. Então, me esforçando pra ver melhor, percebi que na verdade PUTA QUE PARIU, TEM UM BURACO NO MEU TETO! E o pior? Enquanto eu dormia, caíam folhas e poeira, e até um gato caiu em cima de mim pela droga do buraco. Humilhação pouca é bobagem. Poucos sabem disso, mas meu nariz coça muito quando eu me enfureço por alguma razão. Nesse dia eu quase o arranquei do meu rosto.

Hoje em dia eu estou mais calma, já me conformei com o buraco. Sim, ele ainda está aqui, disfarçado, depois de uma gambiarra que o tal imbecil moço fez pra aliviar seus efeitos desagradáveis, mas ainda assim está. Pelo menos não como mais poeira. Mas eu ainda o odeio em silêncio todas as noites quando me deito e sou obrigada a olhar a miséria que ficou no meu teto. Se odeio mais o buraco ou o moço que o fez? Acho os dois igualmente detestáveis!

Acontece cada vida nessa coisa da gente, né?

8 comentários:

Fernanda disse...

e eu achando q minha vida jah era cheia de bizarrices ateh vc contar essa tão trágica história!eu tinha dado um jeito de tapar o buraco! (não o do seu teto, mas o do moço q "tentou" arrumá-lo, se éh q vc me entende...XD)

TV AnimeMania Esporte Clube disse...

eu que achei que tinha má sorte...:D mt bizarro mais um remedio bompara tira mal olhado é tumar banho de sal grosso fuciona...:D


http://amesporteclube.blogspot.com/

NeToO disse...

Tenso demais. Mas quem não passa por perrengue quase todos os dias? O bom é que não vão faltar historias pra contar rsrs

http://humordonetoo.blogspot.com/

Daniel Figueira disse...

pois é querida, a vida é feita de momentos bizarros.... rsrsrsr

http://danfigueira01.blogspot.com/2010/04/abracos-gratis.html
http://danfigueira01.blogspot.com/2010/04/abracos-gratis.html

Talles Azigon disse...

bem que diria Manoel de Barros: "As cousas muito claras me noturnam" não existe pessoas fadas a tragedia, nós que fazemos e vivemos nossa tragedia, mudando nossa visão das coisas ela se torna uma gostoza comédia

Somos blogueros(as) disse...

post legaaal (: blog bonito

Rejan disse...

muito interessante o blog,bem organizado. Parabéns *---*

http://hell-boyy.blogspot.com/

tales disse...

realmente bem organizado, historia ruim todo mundo tem, dificil é ahca gente que sabe rir da situação.. gostei..